Em Eta Mundo Bom (foto: Paulo Belote)

Perdemos neste domingo (27/10) o diretor de televisão e ator Jorge Fernando, morto (aos 64 anos) após uma parada cardíaca. Apesar da extensa contribuição por trás das câmeras, como diretor de novelas (há quase 40 anos), Jorge Fernando era uma figura conhecida do grande público, tanto pelo carisma com que se apresentava em entrevistas e reportagens na televisão, quanto pela participação em várias novelas, dirigidas por ele ou não.

Jorge Fernando de Medeiros Rebello nasceu no Rio de Janeiro, em 29 de março de 1955. O primeiro contato com a arte de representar foi quando era muito jovem, no colégio em que estudou, no Méier, subúrbio carioca. Com 17 anos, encenou “A História do Zoológico“, peça de Edward Albee. Logo em seguida, foi convidado pelo ator André Valli a participar da montagem de “A Rainha Morta“, de Henry de Montherlant.

O jovem ator estreou na televisão em 1978, na série Ciranda Cirandinha, protagonizando ao lado de Lucélia Santos, Fábio Jr. e Denise Bandeira. Em 1979, atuou em sua primeira novela: Pai Herói, de Janete Clair, vivendo Cirilo, o meio-irmão de caráter duvidoso do protagonista André Cajarana (Tony Ramos). Sobre essa estreia, Jorge Fernando comentou: “Minha primeira cena foi um fracasso. Tinha que jogar um copo de cerveja no vestido da Glória Menezes. Eu tremia tanto que joguei tudo na cara dela!

Na sequência, atuou na novela Água Viva, de Gilberto Braga, no papel do boa-praça Jader. Já nessa época, Jorge Fernando demonstrou interesse em passar para trás das câmeras. Com os diretores Roberto Talma e Paulo Ubiratan (de Água Viva), trabalhou em Coração Alado e Baila Comigo como assistente. A primeira direção em que aparece creditado como tal foi em Jogo da Vida (1981-1982), novela de Silvio de Abreu, juntamente com Guel Arraes, também um iniciante, sob a direção-geral de Roberto Talma.

Com Isabela Garcia em Água Viva | Em Pai Herói (foto: Acervo/TV Globo)

Neste momento, Jorge e Guel formaram uma parceria que revolucionou o humor nas novelas brasileiras. Com a autoria de Silvio de Abreu, os diretores implantaram o pastelão, renovando os moldes de dramaturgia para o horário das sete da noite da Globo. Seguiram-se Guerra dos Sexos (1983), com a célebre sequência do café da manhã entre Fernanda Montenegro e Paulo Autran, e Vereda Tropical (1984-1985), texto de Carlos Lombardi com supervisão de Abreu.

A dupla Jorge-Guel se desfez em 1985. Jorge Fernando seguiu com grandes sucessos das sete nos anos 80: Cambalacho (1986), de Silvio de Abreu, e Brega e Chique (1987) e Que Rei Sou Eu? (1989), de Cassiano Gabus Mendes. Em 1990, estreou no horário nobre, com Rainha da Sucata, também de Abreu, outro sucesso marcante. Invariavelmente, o diretor voltava a atuar, como em Bebê a Bordo (1988-1989), de Lombardi com direção-geral de Roberto Talma, ou em pequenas participações nas próprias novelas que dirigia.

Como uma espécie de Hitchcock das novelas brasileiras, o ator-diretor ia para a frente das câmeras. Em Guerra dos Sexos, viveu, em ocasiões diferentes: um guarda de zoológico, um segurança e um porteiro de heliporto. Em Cambalacho participou como um palhaço; em Que Rei Sou Eu? foi um guarda do palácio de Avilan; e em Rainha da Sucata, foi diretor de espetáculos da casa de shows Sucata.

Com Silvio de Abreu (foto: TV Globo)

Nas décadas seguintes, Jorge Fernando seguiu dirigindo novelas e participando como ator. Entre seus maiores sucessos: Vamp (1991-1992), de Antônio Calmon, A Próxima Vítima (1995), de Silvio de Abreu – em que prevaleceu o suspense em detrimento do humor -, Chocolate com Pimenta (2003-2004), Alma Gêmea (2005-2006), Caras e Bocas (2009-2010) – essas três de Walcyr Carrasco -, o remake de Ti-ti-ti (2010), de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, e Eta Mundo Bom! (2016), novamente com Carrasco.

Jorge Fernando também dirigiu a minissérie Dercy de Verdade (2012), de Maria Adelaide Amaral, e esteve à frente de humorísticos, como o Sai de Baixo, (década de 1990) – foi um dos diretores -, e Macho Man (2011), série de Fernanda Young e Alexandre Machado, como o protagonista. Seu último trabalho na televisão foi bem recente: a novela Verão 90 (após dois anos afastado da TV para se recuperar de um AVC).

Em mais de 40 anos na televisão, foram mais de 30 trabalhos, entre novelas, minisséries e seriados. Paralelamente, Jorge Fernando continuou no teatro, como a direção de espetáculos de Claudia Raia, como “Não Fuja da Raia” (que acabou migrando para a TV em 1996), e atuando, entre outras, nas peças “Boom” (em que cantou, dançou e interpretou) e “Salve Jorge” (autobiográfica). Também foi diretor de cinema: “Sexo, Amor e Traição” (2004), “Xuxa Gêmeas” (2006) e “A Guerra dos Rocha” (2008).

De olhos muito azuis e expressivos, sorriso largo e energia contagiante, Jorge Fernando foi um dos profissionais mais respeitados e queridos de nossa TV, uma figura de carisma ímpar que deixou transparecer nas novelas o seu bom humor. Fica o apoio a Dona Hilda Rabello, sua mãe, que ele sempre escalava para suas novelas, em participações que nunca passavam despercebidas.

Com sua mãe Hilda Rebello

Veja também

  • verao90_1

Verão 90

  • cirandacirandinha_logo

Ciranda Cirandinha

  • aguaviva_logo

Água Viva

  • rainhadasucata

Rainha da Sucata

  • deusnosacuda_logo

Deus nos Acuda

  • setimosentido

Sétimo Sentido

  • eraumavez_logo

Era uma Vez…

  • paiheroi

Pai Herói

  • jogodavida_logo

Jogo da Vida

  • guerra83_logo

Guerra dos Sexos (1983)

  • veredatropical_logo

Vereda Tropical

  • cambalacho_logo

Cambalacho

  • bregaechique_logo

Brega e Chique

  • bebeabordo

Bebê a Bordo

  • quereisoueu_logo

Que Rei Sou Eu?

  • vamp_logo

Vamp

  • viralata_logo

Vira-lata

  • zaza_logo

Zazá

  • saidebaixo_logo

Sai de Baixo

  • proximavitima_logo

A Próxima Vítima

  • vilamadalena_logo

Vila Madalena

  • filhasdamae_logo

As Filhas da Mãe

  • chocolatecompimenta_logo

Chocolate com Pimenta

  • almagemea_logo

Alma Gêmea

  • setepecados_logo

Sete Pecados

  • carasebocas_logo

Caras e Bocas

  • tititi2010_logo

Ti-ti-ti (2010)

  • machoman_logo

Macho Man

  • dercy_logo

Dercy de Verdade

  • guerra12_logo

Guerra dos Sexos (2012)

  • etamundobom

Eta Mundo Bom!

  • altoastral_logo

Alto Astral