Sinopse

Quem gostaria de ter um cunhado, muito irreverente, morando em casa? Washington Cantapedra, dono da agência Cantapedra
Propaganda e Interface, é casado com a bela e jovem Simone e ganhou de presente de casamento um cunhado.

Simone casou-se com Washington por uma manobra interesseira de seu irmão mais velho, Carlo Bronco, um malandro aproveitador que vive “temporariamente” na casa dos Cantapedra até conseguir um emprego, embora o dono da casa saiba que isso nunca acontecerá. Bronco, o cunhado, está sempre metido em pequenos golpes ao lado do amigo Nicolau, que serve como quebra-galho e testa-de-ferro.

Na ampla casa dos Cantapedra, o dia-a-dia da família é sempre muito agitado e o clima é de puro humor. Lili, a adolescente filha do primeiro casamento de Washington, também mora na mansão, ao lado de Simone, Cacá, o filho do casal, e claro do cunhado. Para cuidar da atrapalhada família, Simone conta com a ajuda de Marta. A fiel escudeira de Simone, a acompanha desde os tempos de classe média. O que Washington não contava é que até a empregada protegeria Bronco. Washington adora a esposa e tem medo de perdê-la, mas odeia o cunhado e não vê a hora de livrar-se dele. A família, porém, adora o malandro, julgando-o vítima de perseguição por parte do estressado publicitário.

Na agência Cantapedra Propaganda e Interface, Washington conta com a ajuda da secretária e quase leão de chácara, Corina. Ela se considera inteligente e eficiente, mas, no fundo, é o contrário, apesar de ser funcionária de confiança. Corina está sempre as voltas com o inoportuno Bronco, que devido a chantagens e outras armações, acaba interferindo na gestão da agência, modificando campanhas, desviando contas e atraindo clientes perigosos. Washington pretende ser um publicitário de
sucesso e reconhecido pelos colegas, mas Bronco, com suas trapalhadas, acaba denegrindo a sua imagem.

SBT – 21h30
de 14 de abril de 2004
a 26 de março de 2006

escrita por Moacyr Franco, Claudio Spritzer, Roberto Teixeira e Guto Franco
direção de Guto Franco

RONALD GOLIAS – Carlo Bronco
MOACYR FRANCO – Washington Cantapedra
GUILHERMINA GUINLE – Simone
LUÍSA THIRÉ – Simone
JOÃO VITOR FRANCO – Cacá
CAROLINA ESPINA – Lili
CLARISSA FREIRE – Marta
MARCOS SILVESTRE – Nicolau
CLÁUDIA MELLO – Corina
ROBERTO STIPPE
Meu Cunhado foi uma versão nacional do seriado mexicano Mi Cuñado da Televisa. Era apresentado às quartas-feiras às 21h30, pelo SBT.

O programa foi gravado de 2000 a 2003, totalizando mais de 50 episódios. Só em abril de 2004, um ano depois do final das gravações, o seriado estreou. Este fato já havia acontecido com a novela O Direito de Nascer, que foi ao ar em 2001 tendo sido gravada em 1997.

Moacyr Franco disse em entrevistas que o maior problema da demora na estreia do programa era que vários deles eram calcados em fatos do momento em que tinham sido gravados. Assim, episódios produzidos que satirizavam o programa No Limite, da Globo, exibido em 2000, e o escândalo do painel do Senado, ocorrido em 2001, perdiam totalmente o sentido indo ao ar tanto tempo depois. Quando perceberam que a demora poderia ser maior do que a esperada (porque o programa “ameaçou” de ir ao ar por muitas vezes), a equipe passou a produzir episódios mais atemporais.

O projeto ainda era mais antigo do que a data das gravações. Desde o começo dos anos 90, Silvio Santos manifestara vontade de produzir o programa. Uma das vezes em que quase foi ao ar foi em 1996, para competir com o Sai de Baixo da Globo. Mas Silvio Santos preferiu produzir outro seriado humorístico, o Brava Gente.

A atriz Guilhermina Guinle foi substituída a partir do vigésimo episódio pela colega Luísa Thiré, porque foi fazer a novela Mulheres Apaixonadas, na Globo. Para justificar a troca de atrizes, a personagem Simone passa por uma cirurgia plástica que se desdobra por cerca de três episódios.

O personagem Bronco, de Ronald Golias, foi criado para a rádio em 1955. O ator já havia vivido o papel nos seriados humorísticos A Família Trapo (Record, de 1967 a 1971), Super Bronco (Globo, 1979) e Bronco (Bandeirantes, de 1987 a 1990).

Veja também

  • z4

Z4

  • alodocura90_logo

Alô Doçura (1990)

  • grandepai_logo

Grande Pai

  • bravagente_sbt_logo

Brava Gente (SBT)

  • superbronco_logo

Super Bronco

  • bronco_logo

Bronco

  • familiatrapo_logo

A Família Trapo