Sinopse

Daniel é um paranormal que vê o passado e prevê o futuro. Em criança, tem a visão que o cunhado, João Henrique, trai sua irmã, Ester, o que faz com que ela se separe do marido. Adulto, a paranormalidade aumenta e Daniel a usa em benefício próprio ao invés de ajudar às pessoas. Monta um consultório e se apresenta na TV, tornando-se famoso, conhecido como “o Profeta”.

Daniel começa a ficar rico, importante e frio. Sua paranormalidade é explicada através da psiquiatria (pelo Dr. Michel), do candomblé (pelo babalaô Pai Romão), do espiritismo kardecista (pelo seu pai, Francisco), e do catolicismo (pelo seu tio, Padre Olavo). Tão obcecado pelo poder, não percebe a traição de João Henrique, que o incitou a explorar financeiramente seus dons e, mais tarde, o denunciou à polícia.

Ao mesmo tempo, Daniel envolve-se com Sônia, noiva de Murilo, seu melhor amigo. Ele prevê a morte do rapaz, mas é acusado de tê-la provocado para ficar com Sônia. Envolve-se também com a fútil Ruth, que só quer um marido rico. E não percebe a paixão de Carola, irmã de Ruth, uma garota problemática, de autoestima baixa, que se acha feia e desengonçada.

Ao final, Daniel é preso. Atormentado com seus poderes, deseja ser um homem simples, como todo mundo, ao lado de Carola.

Tupi – 20h
de 24 de outubro de 1977
a 29 de abril de 1978
159 capítulos

novela de Ivani Ribeiro
direção de Antonino Seabra e Álvaro Fugulin

Novela anterior no horário
Um Sol Maior

Novela posterior
Roda de Fogo

CARLOS AUGUSTO STRAZZER – Daniel
DÉBORA DUARTE – Carola
ELAINE CRISTINA – Sônia
GLAUCE GRAIEB – Ruth
ROLANDO BOLDRIN – João Henrique
IRENE RAVACHE – Teresa
ANA ROSA – Ester
MÁRCIA DE WINDSOR – Maria Luiza
CLÁUDIO CORRÊA E CASTRO – Clóvis
JOHN HERBERT – Heitor
ALDO CÉSAR – Francisco
CARMINHA BRANDÃO – Celina
ABRAHÃO FARC – Piragibe
DAVID JOSÉ – Armando
LUIZ CARLOS DE MORAES – Padre Olavo
JACQUES LAGOA – Paulito
RÉGIS MONTEIRO – Tony
SUZY CAMACHO – Mariucha
RILDO GONÇALVES – Jarbas Figueroa
MARTA VOLPIANI – Gigi
ANA LUÍSA LANCASTER – Analu
ROBERTO MAYA – Dr. Michel
YOLANDA CARDOSO – Zulmira
EUDÓSIA ACUÑA – Maria
LÉA CAMARGO – Joana
WILMA AGUIAR – Aparecida
JOÃO ACAIABE – Pai Romão
ROSA SEABRA – Marion
JANICE BARRETO – Sueli
SANDRA REGINA – Kátia
NEY RODRIGUES – Quico
ÍRIS FRANCIS – Lílian
ANITA COUSSEIRO – Leontina
ASSUNTA MANTELLI – Isaura
e
WÁLTER PRADO – Murilo
NICE WARKEN – espírito da mulher que acompanha João Henrique
PAULO FIGUEIREDO – Eduardo
HEBE CAMARGO como ela mesma
CHICO XAVIER como ele mesmo
DOM PAULO EVARISTO ARNS como ele mesmo
WÁLTER FORSTER como ele mesmo
SILVIO FRANCISCO como ele mesmo
SILVIO ROCHA – cliente de Daniel
ZANONI FERRITE
ANDRÉA MORALES – Lúcia (uma das crianças que Sônia adota depois que se casa)
MARCOS GRANADO – gerente do banco

– núcleo de DANIEL (Carlos Augusto Strazzer), jovem que descobre possuir poderes paranormais. Influenciado por pessoas de caráter duvidoso, e cego de ambição, Daniel começa a usar esses poderes para conseguir dinheiro, tornando-se uma pessoa fria e mesquinha e distanciando-se das pessoas que realmente o amam. Por causa de suas premonições, fica conhecido como “o Profeta”:
os pais FRANCISCO (Aldo César), adepto da doutrina kardecista, e CELINA (Carminha Brandão), católica fervorosa
o tio PADRE OLAVO (Luiz Carlos de Moraes), irmão de Celina, que tenta trazer Daniel à luz da religião católica
o amigo PAULITO (Jacques Lagoa), que acompanha a ascensão de Daniel e sua derrocada, estando sempre de seu lado
a empregada na casa de Francisco, APARECIDA (Wilma de Aguiar).

– núcleo de CAROLA (Débora Duarte), professora de inglês. Moça reprimida pela mãe, que sempre lhe cobrou cuidar mais da aparência. Gorda, desengonçada, se acha a mais feia das mulheres e incapaz de despertar o interesse num homem. Ama platonicamente Daniel, que a vê apenas como uma amiga e caçoa de seu jeito, o que a magoa. Com ajuda médica, Carola muda completamente, tornando-se uma moça bonita e atraente. É quando desperta o interesse de Daniel:
a mãe repressora MARIA LUÍSA (Márcia de Windsor), que acha que Carola é um caso perdido. Mulher fúitil e interesseira, só se preocupa em arranjar um bom partido para si
a irmã RUTH (Glauce Graieb), moça tão fútil e interesseira quanto a mãe, é a sua grande aliada. Despreza a irmã e é a namorada de Daniel no início
a empregada ISAURA (Assunta Mantelli)
o médico psicanalista que trata de Carola, DR. MICHEL (Roberto Maya)
o pretendente EDUARDO (Paulo Figueiredo), que aparece no final da novela, quando Carola está transformada, para formar um triângulo amoroso com ela e Daniel.

– núcleo de SÔNIA (Elaine Cristina), que desperta o amor de Daniel no início, mesmo ela sendo comprometida. Daniel não sabe que Sônia é noiva de seu melhor amigo, MURILO (Wálter Prado). O Profeta prevê a morte do amigo, mas nada pode fazer para evitar. Murilo morre afogado na noite de Ano Novo. Após a morte do noivo, Sônia rejeita Daniel, mas ele a conquista, abandonando Ruth. Por causa da ambição de Daniel, o casal vai se distanciando cada vez mais:
o pai PIRAGIBE (Abrahão Farc), senhor aposentado, ranzinza, que aluga quartos em seu casarão para complementar a renda familiar
os hóspedes: TERESA (Irene Ravache), secretária no consultório do Dr. Michel, mulher liberada que é alvo da implicância de Piragibe, por causa de seu jeito de ser,
e ARMANDO (David José), aluno de Carola, homem tímido e retraído. Sente uma forte atração por Teresa, que o provoca. Depois que perde a virgindade com ela, se apaixona perdidamente
a empregada ZULMIRA (Yolanda Cardoso) e sua filha MARIA (Eudósia Acuña), que freqüentam terreiros de candomblé.

– núcleo de ESTER (Ana Rosa), irmã mais velha de Daniel. Mulher que sofreu com a separação quando a filha era muito pequena:
o ex-marido JOÃO HENRIQUE (Rolando Boldrin), que separou-se de Ester quando Daniel era criança. Daniel foi o pivô da separação do casal, pois contou a Ester que várias vezes viu uma mulher loura com seu marido. João Henrique, inconformado com a separação, jurou vingar-se de Daniel um dia. Casou-se novamente, enviuvou, e mantinha um caso com Teresa. Quando Daniel descobre seus poderes, João Henrique o incita a explorar esse dom financeiramente, como parte de seu plano de se aproveitar de Daniel e acabar com ele. Ao final descobre-se que nunca houve mulher alguma com João Henrique: sem conhecer seus poderes ainda, Daniel via o espírito de uma mulher (Nice Warken) que sempre acompanhava o cunhado
a filha MARIUCHA (Suzy Camacho)
o namorado de Mariucha, TONY (Régis Monteiro), enteado de João Henrique, de seu segundo casamento. Tony se apaixonou por Mariucha sem saber que ela era filha de seu padrasto. Os dois jovens se casam prematuramente, contra a vontade de Ester, mas a união não dá certo
a empregada LEONTINA (Anita Cousseiro).

– núcleo de CLÓVIS (Cláudio Corrêa e Castro), quarentão rico, dono do supermercado onde Sônia trabalha como secretária. É alvo do assédio de Maria Luísa, mas ele só quer saber de garotas:
a filha pré-adolescente ANALU (Ana Luiza Lancaster), que tem ciúmes de qualquer mulher que se aproxime do pai
o sócio do supermercado, HEITOR (John Herbert). Sônia, desencantada com Daniel, passa a aceitar as investidas de Heitor, e os dois se casam. Ao final, ela adota três crianças menores abandonados, entre eles LÚCIA (Andréa Morales)
o empresário amigo JARBAS FIGUEROA (Rildo Gonçalves), que Clóvis apresenta a Maria Luísa para que ela largue de seu pé. Mas ao final Figueroa acaba envolvido por Ruth, enquanto Clóvis se rende a Maria Luísa
a garota GIGI (Marta Volpiani), com quem Clóvis se envolve, apesar de ser bem mais jovem que ele. Analu, por não gostar de Gigi, vinga-se do pai dando em cima de Heitor
a secretária no supermercado MARION (Rosa Seabra), moça interesseira
a empregada na casa, JOANA (Léa Camargo).

– núcleo dos jovens amigos de Mariucha e Tony:
SUELI (Janice Barreto), melhor amiga de Mariucha e namorada de Paulito
KÁTIA (Sandra Regina), QUICO (Ney Rodrigues) e LÍLIAN (Íris Francis).

– demais personagens:
PAI ROMÃO (João Acaiabe), pai de santo que atende Zulmira, Maria e Teresa
(Silvio Rocha), cliente de Daniel
HEBE CAMARGO – como ela mesma – apresenta Daniel aos diretores da TV Tupi
WÁLTER FORSTER – como ele mesmo – produtor na TV Tupi, onde Daniel se apresenta
SILVIO FRANCISCO – como ele mesmo – assistente de Wálter Forster
(Marcos Granado), gerente do banco onde Daniel trabalhava no início
DOM PAULO EVARISTO ARNS, com quem o Padre Olavo se aconselha e que leva uma mensagem dele para Daniel
CHICO XAVIER, a quem Francisco e Ester visitam em Uberaba e levam uma mensagem dele a Daniel.

Um sucesso da Tupi e mais uma mostra do potencial de idéia de Ivani Ribeiro ao desenvolver suas novelas.

Teve o grande clímax quando a história confirmou as previsões do profeta Daniel (Carlos Augusto Strazzer): a morte de seu amigo Murilo (Wálter Prado).

Daniel lembrava o paranormal Uri Geller, que em 1976 tornara-se conhecido no Brasil com uma reportagem do Fantástico (na Globo), na qual entortava talheres no palco, ao vivo, e incitava os telespectadores a fazer o mesmo em casa.
Em O Profeta, Daniel também fica famoso e vai apresentar seus poderes na televisão.

A novela anterior de Ivani na Tupi, A Viagem, explorou o Espiritismo, a doutrina kardecista. Apesar do tema principal de O Profeta tratar de fenômenos paranormais, a novela era ecumênica – por sugestão do diretor Antonino Seabra -, fazendo referência a várias religiões e crenças. Conceitos de psiquiatria, candomblé, kardecismo e catolicismo foram levados ao ar para atender a todos os telespectadores e formar um amplo painel sobre a temática.

Palavras de Ivani Ribeiro ao Jornal do Brasil, publicado em 28/01/1978:
“Focalizando a paranormalidade, que considero um assunto fascinante, armo um debate com a doutrina espirita, a Igreja Católica e a parapsicologia. Mas como sou leiga no assunto, sou assessorada por padres, médicos, médiuns e pais-de-santo. Com essa novela, pretendo despertar a consciência de que precisamos tentar maior aproximação do homem com Deus, ao mesmo tempo em que apresento, seriamente, uma ilustração do fenômeno.”

A autora contou com a assessoria de um psiquiatra – Paulo Gaudêncio, com quem já trabalhara em Os Inocentes e A Barba Azul -, um sacerdote católico – Padre Antônio Haddad, da paróquia de São Miguel Paulista, em São Paulo -, um mentor espírita – o professor Herculano Pires, seu parceiro em A Viagem -, e um orientador de umbanda e candomblé. (**)

Ivani também tratou em sua novela do problema da impotência masculina, por meio do personagem Armando (David José), um homem extremamente tímido que se sente atraído pela esfuziante Teresa (Irene Ravache), uma mulher “liberada” que mais adiante o ajuda.

Para escrever O Profeta para a Tupi, Ivani Ribeiro foi “emprestada” à emissora por Silvio Santos. Em 1976, a novelista assinou contrato com os Estúdios Silvio Santos e escreveu a novela O Espantalho. Seu compromisso com o “homem do baú” só terminou em 1980. Entre 1977 e 1979, Ivani foi emprestada à Tupi – onde Silvio tinha seu programa dominical – e escreveu duas novelas para a emissora: O Profeta e Aritana.

A novela teve aparições da apresentadora Hebe Camargo – Daniel (Carlos Augusto Strazzer) apresenta seus poderes no programa dela -; do médium Chico Xavier – os personagens Francisco (Aldo César) e Ester (Ana Rosa) e, depois, Daniel vão a Uberaba visitar o médium -; e do então arcebispo de São Paulo, Dom Paulo Evaristo Arns, que gravou um depoimento para a novela. (**)

Curiosamente, após a estreia de O Profeta na Tupi, a Globo lançou, no horário concorrente, a novela O Astro, de Janete Clair, cujo protagonista, Herculano Quintanilha (Francisco Cuoco), também era dotado de poderes paranormais e os explorava em benefício próprio, tal qual Daniel (Carlos Augusto Strazzer) em O Profeta.

Na noite de 19/01/1978, O Profeta conseguiu desbancar O Astro na Globo, alcançando uma média de audiência de 36.7 contra 33.3 em São Paulo. No período seguinte, a audiência manteve-se estável, no entanto, sem conseguir repetir a proeza da noite de 19 de janeiro. (*)

O Profeta foi esticada em 5 capítulos por causa do atraso da produção substituta, Roda de Fogo. (Revista Amiga de 05/04/1978)

Em 2006, a Globo lançou uma nova versão de O Profeta, escrita por Thelma Guedes e Duca Rachid. Mas não era um remake: a trama original de Ivani Ribeiro serviu apenas como ponto de partida para a nova história, que seguiu um curso diferente da trama da Tupi. Thiago Fragoso viveu o protagonista, que tinha outro nome: Marcos.

O Profeta foi reprisada às 21 horas (em substituição à apresentação inédita de Gaivotas), de 31/10/1979 a 01/03/1980.

O Profeta foi premiada pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) como “melhor tema novela” de 1977. Carlos Augusto Strazzer ganhou o prêmio de melhor ator (juntamente com Mário Lago e Antônio Fagundes, por Nina, e Lima Duarte, por Espelho Mágico).

(*) “De Noite Tem… Um Show de Teledramaturgia na TV Pioneira”, Mauro Gianfrancesco e Eurico Neiva, Giz Editorial, 2007.
(*) “Ivani Ribeiro, a Dama das Emoções”, Carolline Rodrigues, Editora Novo Século, 2018.

Trilha Sonora Nacional
profeta77t1
01. QUEM DÁ MAIS – Antônio Marcos (tema de Daniel)
02. CANTO DE MEDITAÇÃO – Ana Mazzotti (tema de Sônia)
03. GOSTO DE SAL – Neuber (tema de Daniel)
04. TERREIRO DOS ORIXÁS – Luiza Maura (tema do núcleo de candomblé)
05. EU PRECISO MUITO DE ALGUÉM – Luiz Antônio
06. MEU DEUS, O QUE SE PASSA COMIGO – Paulo Roberto (tema de Daniel)
07. EU VIM PRA FICAR – Wildner (tema de Daniel e Carola)
08. JURA SECRETA – Simone (tema de Carola)
09. ENTÃO EU VOLTAREI – Wildner
10. BOA NOITE MORTE – Carlinhos Vergueiro
11. TEMPO PERDIDO – Flávio Carvalho
12. COISAS BOBAS – Eliane De Grammont (tema de Toni e Mariucha)
13. LÁ VEM O TREM – Agepê (tema de Clóvis)
14. QUERO TER VOCÊ – Márcio Prado (tema de Daniel e Sônia)

Trilha Sonora Internacional
profeta77t2
01. O PROFETA – Briamonte and Jet Music Band (tema de abertura *)
02. NATURE BOY – George Benson (tema de Daniel)
03. TROUBLE MAKER – Roberta Kelly
04. YES SIR, I CAN BOOGIE – Mary McCann
05. MY WORLD (KEEPS GETTING SMALLER EVERYDAY) – Koffee N’ Kreme (tema de Carola)
06. EVERYTHING YOU ARE – Dennis East (tema de Toni e Mariucha)
07. FACE TO FACE – Nevil
08. EVERYTHING HAPPENS FOR A REASON – The Floaters
09. KEEP MOVING RIGHT ON – Tony Pacino (tema de Toni)
10. TRYING – Maria Thereza
11. NON SI PUÓ MORIRE DENTRO – Lucio Guccini (tema de Teresa)
12. AIR LOVE – Lena Zavaroni
13. FEELS LIKE THE FIRST TIME – Foreigner
14. I’M JUST A MAN – Kramer (tema de Sônia)

* o tema de abertura no disco da novela teve um arranjo diferente do que era apresentado em sua abertura.

compacto gravado por Carlos Augusto Strazzer: Muito Romântico: Errare Humanum Est
profeta77t3

Sonoplastia: Pedro Jacinto
Direção artística: Cayon Gadia

Veja também

  • espantalho_logo

O Espantalho

  • aritana_logo

Aritana

  • inocentes_logo

Os Inocentes

  • viagem75_logo

A Viagem (1975)

  • profeta2006_logo

O Profeta (2006)