Sinopse

O Padre Guido Bellini, radicado em Roma e dedicado à parapsicologia, volta ao Brasil após tomar conhecimento de um segredo que envolve uma organização criminosa que age por meio da família Zapata, liderada por César e seu filho Fred, um jovem com poderes paranormais.

Em terras brasileiras, o padre abandona a batina e vive um caso de amor com Débora, escritora judia, mãe de Alef, também um rapaz paranormal, mas que não tem pleno domínio de seus poderes. Porém, César Zapata também se apaixona por Débora e arma uma guerra usando os poderes malignos de Fred para vencer a todos.

Enquanto isso, as tias de Guido, Veridiana e Julieta, duas velhinhas falidas, alugam quartos de seu decadente palacete – que chamam de Casa de Pagu – a um grupo de jovens. É nesse cenário que está Malena, amiga de infância do padre que desenvolve por ele uma relação doentia de amor e ódio.

Globo – 19h
de 6 de setembro de 1993
a 9 de abril de 1994
185 capítulos

novela de Antônio Calmon
escrita com Vinícius Vianna, Tiago Santiago, Patrícia Travassos, Tetê Smith de Vasconcellos, Lílian Garcia, Maria Carmem Barbosa e Eliane Garcia
direção de Ricardo Waddington, Ary Coslov e Rogério Gomes
direção geral de Ricardo Waddington

Novela anterior no horário
O Mapa da Mina

Novela posterior
A Viagem

TONY RAMOS – Guido Bellini
NATÁLIA DO VALLE – Débora Lowenstein
REGINALDO FARIA – César Zapata
NICO PUIG – Fred
FELIPE FOLGOSI – Alef
PATRÍCIA DE SABRIT – Cacau
HELENA RANALDI – Malena
MARIA ZILDA BETHLEM – Walkíria
MÁRIO GOMES – Bruno
PATRÍCIA TRAVASSOS – Duda
ANTÔNIO CALLONI – Bóris
CRISTINA PROCHASKA – Elza
RITA GUEDES – Pinky
GÉRSON BRENNER – Guto
JORGE DÓRIA – Átila Zapata
SÉRGIO MAMBERTI – Popô (Napoleão Zapata)
CLEYDE YÁCONIS – Julieta
EVA TODOR – Veridiana
SÉRGIO VIOTTI – Jorginho Lima e Silva
SELTON MELLO – Juca
PATRÍCIA PERRONE – Tina
HENRIQUE FARIAS – Borrão
RODRIGO PENNA – J.C. (João Carlos)
BEL KUTNER – Júlia Grilo
PETRÔNIO GONTIJO – Marco
IARA JAMRA – Telma
FERNANDO ALMEIDA – Sebastião
DANIELLE WINITS – Dominique
LYLA COLLARES – Lana
FÁBIO JUNQUEIRA – Sérgio Matos
TONY TORNADO – Gilberto
THALES PAN CHACON – Patrício Varella
FELIPE PINHEIRO – Bob Walter
ÍTALO ROSSI – Ferreira
ROSITA TOMAZ LOPES – Dinah
DILL COSTA – Léa
ALESSANDRA NEGRINI – Clara
RODRIGO SANTORO – Pedro
NANI VENÂNCIO – Luana
TADEU AGUIAR – Lima
MARCELO GONÇALVES – Dino
PAULA BURLAMAQUI – Sandra
DENISE ROCHA – Marieta
FLÁVIA BONATO – Martinha

e
ARDUÍNO COLASSANTI – Padre Inácio
EMILIANO QUEIRÓZ – pai de Júlia Grilo
HENRIQUE MORENO – mordomo
HERBERT RICHERS JR. – chefe de Telma
MARCOS PAULO – Otávio (marido da Débora, morre no início)
MILTON GONÇALVES
PAULO JOSÉ – Menelau Zapata (irmão de César, casado com Walkíria, arqueólogo que encontrou a estatueta do demônio da serpente, acaba morto por César)
SÉRGIO BRITTO – Padre João
STÊNIO GARCIA – Armando (membro da máfia dos Zapata que confessa ao padre Guido o que sabe sobre a organização)

– núcleo de GUIDO BELLINI (Tony Ramos) ex-padre que abandona a batina pra investigar uma organização criminosa no Brasil:
as tias solteironas JULIETA (Cleyde Yaconis) e VERIDIANA (Eva Todor), que transformam o palacete em que moram em um centro cultural
a amiga de infância MALENA (Helena Ranaldi), apaixonada por ele, mora no palacete de Julieta e Veridiana
o amigo BÓRIS (Antônio Calloni), cientista dedicado ao estudo da Parapsicologia
JORGINHO (Sérgio Viotti), amigo de Julieta e Viridiana, aristocrata falido, vive com elas no palacete.

– núcleo de DÉBORA (Natália do Valle), que se envolve com Guido quando este vem ao Brasil:
o marido OTÁVIO (Marcos Paulo), morre no início
o filho ALEF (Felipe Folgosi), com poderes paranormais, usados positivamente por ele
a melhor amiga ELZA (Cristina Prochaska), envolve-se com Bóris
SÉRGIO MATOS (Fábio Junqueira), psiquiatra de Alef.

– núcleo de CÉSAR ZAPATA (Reginaldo Faria), líder da organização criminosa que Guido investiga. Apaixonado por Débora:
o filho FRED (Nico Puig), com poderes paranormais usados para o mal, a favor da Organização que o pai comanda
a cunhada WALKÍRIA (Maria Zilda), com quem mantém uma relação de amor e ódio
os irmãos NAPOLEÃO, o POPÔ (Sérgio Mamberti) e ÁTILA (Jorge Dória)
as sobrinhas, filhas de Popô: LANA (Lyla Collares), de caráter duvidoso, PINKY (Rita Guedes), a mais equilibrada, e TINA (Patrícia Perrone), a caçula, revoltada
o sobrinho GUTO (Gérson Brenner), filho de Átila
ARMANDO (Stênio Garcia), ex-integrante da organização, morto por Fred após revelar a Guido um segredo
o advogado FERREIRA (Ítalo Rossi), defende os interesses da família Zapata.

– núcleo de CACAU (Patrícia de Sabrit), de temperamento leve e esportivo. Apaixonada por Alef e pivô das desavenças entre o namorado e Fred:
os pai BRUNO (Mário Gomes), que se envolve com Walkíria, e DUDA (Patrícia Travassos), ainda ligada a Bruno
JUCA (Selton Mello), apaixonado por ela.

– núcleos dos moradores de Casa de Pagu, de Julieta e Veridiana:
JOÃO CARLOS, o JC (Rodrigo Penna), DJ em uma boate
JÚLIA GRILO (Bel Kutner), envolve-se com JC, faz parte de um teatro alternativo
MARCO (Petrônio Gontijo), que chega no final pra contracenar com Júlia
TELMA (Iara Jamra), jornalista
PATRÍCIO VARELLA (Thales Pan Chacon), ator que vive da mesada da família
BORRÃO (Henrique Farias), rapaz inteligente e completamente desligado que se envolve com Tina
DOMINIQUE (Danielle Winits), que estuda balé clássico
SEBASTIÃO (Fernando Almeida), apaixonado por Dominique.

Após o sucesso de Vamp (1991-1992), o autor Antônio Calmon deu prosseguimento à linha fantástica, dessa vez abandonando o “terrir” e o humor nonsense infantojuvenil para tratar o embate do bem e o mal entre personagens paranormais com uma roupagem “mais séria”. Não funcionou. Hoje, Olho no Olho é apenas lembrada como uma novela trash, de texto, direção e interpretações (elenco jovem central) duvidosas.

Antônio Calmon narrou ao livro “Autores, Histórias da Teledramaturgia” (do Projeto Memória Globo) que esta é a sua novela de que menos gosta:
“Porque existia a figura do demônio na história. Houve uma certa rejeição por parte do público. Além disso, minha vida particular ficou terrível na época. (…) Figura satânica, nunca mais!”

Na trama da novela, Alef (Felipe Folgosi) vai até Machu Picchu, no Peru, conhecer a caverna em que César Zapata (Reginaldo Faria) encontrou a estátua do demônio-serpente, símbolo de seu maquiavélico poder. Uma vez no local, o rapaz tem uma visão, na qual descobre que César transou com Walkíria (Maria Zilda Bethlem) enquanto possuído pelo demônio, concebendo Fred (Nico Puig), o vilão da história – inspiração no filme O Bebê de Rosemary (1968), clássico de Roman Polanski. (*)

Considerada pesada por uma parcela do público, Olho no Olho passou por modificações na equipe de roteiristas. Vinícius Vianna e Tiago Santiago saíram. A equipe de colaboradores de Antônio Calmon passou a contar apenas com mulheres: Maria Carmem Barbosa e Eliane Garcia se uniram a Lilian Garcia – irmã de Eliane –, Tetê Smith de Vasconcellos e Patrícia Travassos. (*)
Maria Carmem foi convocada para agregar humor à trama. Assim, ela criou a personagem Duda para Patrícia Travassos, que deixou de escrever e passou a atuar na novela. Porém, pouco restava a ser feito. (Site Memória Globo)

Olho no Olho estreou quando a novela das seis Mulheres de Areia estava em suas últimas semanas de exibição, com uma audiência extraordinária. A estreia da nova trama das sete sequer foi capaz de manter o público sintonizado, já que Olho no Olho levou bomba da novela das seis por todo tempo restante de Mulheres de Areia no ar. A novela substituta às 18 horas, Sonho Meu, também fez bonito, deixando Olho no Olho para trás por praticamente todo o verão de 1994. Neste período, Olho no Olho só conseguiu superar o ibope da novela das seis em sua última semana. (*)

A novela foi implantada em apenas 40 dias pelo diretor Ricardo Waddington, em razão do encurtamento da antecessora no horário, O Mapa da Mina. (*)

Olho no Olho teve cenas iniciais gravadas em Roma, na Itália, sob um calor de 40 graus, tendo o Coliseu e o Vaticano como cenários. Era lá onde morava o protagonista Padre Guido Bellini (Tony Ramos). Além de Roma, a história passou por Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Parati (no estado do Rio). (*)

O enredo exigia esforço extra da equipe de efeitos especiais e mecânicos, a cargo de Américo Issa e Eduardo Marinho. Paulo Tibau, responsável pela computação gráfica, recriou o edifício Martinelli (de São Paulo) em realidade virtual, já que a construção física – externa do apartamento de César Zapata (Reginaldo Faria) – não permitia planos gerais das câmeras.
Efeitos especiais também foram usados na produção das cenas em que os paranormais se enfrentavam, em que pessoas desapareciam no ar, e em explosões e quedas espetaculares.
Foi criado também o campo de visão de Fred (Nico Puig), que traçava coordenadas antes de executar suas maldades. Efeitos aparentemente simples – como o brilho vermelho emitido pelos olhos de Fred por apenas 15 segundos – levavam 12 horas para serem realizados no computador. O oponente de Fred, Alef (Felipe Folgosi), vislumbrava “toques do além” com a técnica do chromakey (sobreposição de imagem). (pesquisa: Duh Secco e site Memória Globo)

Primeira novela dos atores Nico Puig, Felipe Folgosi e Danielle Winits, egressos da minissérie Sex Appeal, trabalho anterior da dupla Antônio Calmon e Ricardo Waddington.
Também a primeira novela de Alessandra Negrini, Rodrigo Santoro, Patrícia de Sabrit e Lyla Collares.

O ator Felipe Pinheiro faleceu em 01/11/1993, aos 33 anos, em consequência de problemas cardiorrespiratórios, sem ter concluído sua participação em Olho no Olho. A solução encontrada para a saída de seu personagem da trama foi uma viagem: na novela, Felipe vivia um ator, Bob Walter, que viajou para tentar a vida em Los Angeles, nos Estados Unidos. O destino do personagem foi relatado por sua aluna Júlia Grilo (Bel Kutner).

A abertura de Olho no Olho foi concebida de forma quase artesanal. Com gesso, silicone, maquiagem, corpos depilados e muitos dias em uma mesma posição, os modelos Mauro Jasmin e Silvana Oliveira deram vida às estátuas que se beijavam no final da vinheta. (*)
Antes de ficar famoso como o cigano Igor da novela Explode Coração (1995-1996), o modelo e candidato a ator Ricardo Macchi apareceu na abertura soltando raios pelos olhos.

Apesar da baixa audiência, a trilha sonora internacional de Olho no Olho – com a foto da atriz Rita Guedes na capa – foi um sucesso de vendas, repleta de hits das FMs da época. O “carro-chefe” do disco era a música “What´s Up”, da banda norte-americana 4 Non Blondies, um grande sucesso mundial e uma das mais tocadas nas rádios brasileiras em 1993.

Tiago Santiago, da equipe inicial de colaboradores de Antônio Calmon, assinou anos depois a trilogia Os Mutantes (2007-2009), na Record TV, usando recursos de narrativa fantástica, alguns semelhantes aos apresentados em Olho no Olho.

O primeiro título pensado para a novela foi Vênus. (“Almanaque da TV”, Bia Braune e Rixa)

Não confundir Olho NO Olho com Olho POR Olho, novela de José Louzeiro e Wilson Aguiar Filho exibida pela TV Manchete em 1988, cuja história nada tem a ver com a produção da Globo.

Chamada da novela: “Na hora da verdade… olho no olho!”

Olho no Olho nunca foi reprisada.

(*) Pesquisa: Duh Secco.

Trilha Sonora Nacional

01. GÊNESE – Paulo Ricardo e RPM (tema de Fred e tema das vinhetas de intervalo)
02. AGORA OU JAMAIS – Tigres de Bengala (tema de Malena)
03. ORAÇÃO DE AMOR – Paula Morelembaum (tema de Guido)
04. FÚRIA E FOLIA – Barão Vermelho (tema de Alef)
05. HOMEM QUE SABIA DEMAIS – Skank (tema de Borrão)
06. MAGNIFICAT – Rútila Máquina (tema de abertura)
07. SUBMUNDO VATICANO – Lulu Santos (tema de Guto)
08. DOWN EM MIM – Edson Cordeiro (tema de Walkíria)
09. DEUS APAREÇA NA TELEVISÃO – Kid Abelha (tema de Cacau)
10. SERÁ QUE SOU EU – Paulinho Moska (tema de Tina)
11. NÃO TEM SOLUÇÃO – Zizi Possi (tema de Débora)
12. TODA NOITE – Edmon (tema de Dominique e Sebastião)
13. POR TODA PARTE – Franco Perini

Trilha Sonora Internacional

01. WHAT’S UP – 4 Non Blondies (tema de Pinky)
02. BOOM SHACK-A-LAK – Apache Indian (tema de Walkíria e Duda)
03. BOY YOU’RE THE ONE – Trinere (tema de Dominique e Sebastião)
04. INFORMER – Snow (tema de Duda)
05. HOW YOU GONNA SEE ME NOW – Easy Rider (tema de Malena)
06. VAS-Y VAS-Y – Isabele Camille (tema de JC)
07. TO BE WITH YOU – Mc RNT
08. STEP IT UP – Stereo MC’s (tema de Fred)
09. A MILLION LOVE SONGS – Take That (tema de Tina)
10. REGRET – New Order (tema de Alef)
11. COSE DELLA VITA – Eros Ramazzotti (tema de Guido e Débora)
12. MERRY GO ROUND – Deborah Blando (tema de Cacau)
13. ÇA C’EST PARIS – Gilbert (tema de Julieta e Veridiana)
14. ARE YOU READY TO FLY – Rozalla (tema de Júlia)

Produção Musical: Renato Ladeira
Direção Musical: Mariozinho Rocha
Seleção Musical da Trilha Internacional: Sérgio Motta

Tema de Abertura: MAGNIFICAT – Rútila Máquina

Mergulhar no seu olhar de luz
É viajar em todos os sentidos
Magnificat sua presença em mim
Faz calar todas as palavras
Os meus olhos podem ver
Minhas mãos podem sentir
Tão perto, tão perto

Química tudo o que vem de nós
É o que me faz mansa e sensível
Te faz real, me faz acreditar
E suplicar por todos os delírios
Os meus olhos podem ver
Minhas mãos podem sentir
Tão perto, tão perto
Tão perto…

Veja também

  • vamp_logo

Vamp

  • caraecoroa

Cara e Coroa

  • corpodourado

Corpo Dourado

  • beijodovampiro_logo

O Beijo do Vampiro

  • olhoporolho_logo

Olho por Olho