Sinopse

Hungria, século 19. O judeu Samuel Mayer apaixona-se pela bela Valéria, filha do conde Egon, uma católica fútil e mimada. O irmão dela, Rodolfo, farrista e viciado em jogo, perde a fortuna da família no carteado. Samuel Mayer propõe ao conde Egon saldar as dívidas da família em troca da mão de Valéria em casamento. Ela repudia a proposta por causa da religião, mas, obediente ao pai, aceita a corte do judeu. Valéria descobre então em Samuel um homem de caráter bom, nobre e romântico e acaba apaixonada. Marcam o casamento, mas o conde Egon continua inconformado com a ideia de casar a filha com um judeu.

A família do conde é apresentada ao príncipe Raul, que se encanta com Valéria e pede a sua mão em casamento. Raul está decidido a pagar todo o dinheiro a Samuel. O conde aceita, mas Valéria, apaixonada pelo judeu, não. Por exigência do pai e pela fé cristã, ela acaba cedendo e o casamento é marcado. Ultrajado, Samuel jura vingança. Ele conhece a judia Ruth, uma moça oportunista e de caráter duvidoso, e, casa-se com ela, ao mesmo tempo em que Raul casa-se com Valéria. Coincidentemente, Valéria e Ruth têm filhos no mesmo dia. Samuel providencia a troca das crianças, com a ajuda de seu capanga Estevão.

Assim, os cristãos criam o menino judeu, enquanto os judeus criam a filha dos cristãos. O tempo passa e Valéria vive um casamento feliz com Raul ao lado do filho Egon Jr., enquanto Samuel vive infeliz ao lado da filha e de Ruth, que tem um amante, tão inescrupuloso quanto ela. Quando Samuel descobre que Ruth o trai, ela foge de casa levando as jóias da família. Ruth vai morar com o amante que lhe rouba as jóias e ateia fogo na casa. Ruth é dada como morta. Samuel abate-se novamente em tristeza. Tudo vai mudar quando ele conversa com o pai, já falecido, que lhe revela a existência da vida após a morte.

Samuel sente-se renascer e resolve estudar o Kardecismo, transformando-se em um novo homem: quer fazer o bem. Ruth é descoberta viva, mas à beira da morte. Ela revela a Samuel que conheceu o príncipe Raul, com quem teve um caso amoroso e uma filha, mas foi abandonada. Com a morte de Ruth, Samuel leva a filha dela para sua casa e resolve cuidar da menina. Atormentado pelo remorso, Samuel procura Raul e lhe revela a verdade, inclusive a troca de seus filhos. Raul não se conforma em ter criado e amar um menino que é judeu. Transtornado, Raul saca uma pistola e atira em Samuel, mas acaba acertando o filho.

Raul fica desesperado, mas é convencido por Samuel da vida após a morte e se reconforta estudando a doutrina Kardecista. Raul acaba morrendo e deixa uma carta para Valéria. Ainda apaixonado, Samuel passa a visitar Valéria tendo sua amizade, não seu amor. Ela ainda o ama, mas acha que ficar com ele é traição ao marido. Valéria lê a carta de Raul, na qual ele pede perdão por tudo, fala do amor ao próximo e do quanto errou na vida. Por fim, abençoa o amor de Valéria e Samuel. Sentindo-se livre da culpa, a cristã procura o judeu e, enfim, o casal pode se amar.

Tupi – 20h
de maio a outubro de 1966

novela de Benedito Ruy Barbosa
baseada no romance A Vingança do Judeu de J. W. Rochester
direção de Wanda Kosmo

Novela anterior no horário
Calúnia

Novela posterior
O Anjo e o Vagabundo

SÉRGIO CARDOSO – Samuel Mayer
ROSAMARIA MURTINHO – Condessa Valéria
WILSON FRAGOSO – Conde Raul
GUY LOUP – Ruth
ELÍSIO DE ALBUQUERQUE – Conde Egon
RILDO GONÇALVES – Conde Rodolfo
LISA NEGRI – Antonieta
CACILDA LANUZA – Princesa Odila
XISTO GUZZI – Barão Kirschberg
TELCY PEREZ – Leib Silberstein
ALEXANDRE SANDRINI – Padre Martinho
RUY REZENDE – Levy
NELLO PINHEIRO – Estêvão (empregado de Samuel)
JÚLIA GREY – Marta (empregada de Valéria)
OLINDO DIAS – Abrahão Mayer (pai de Samuel)
ÊNIO GONÇALVES – Maurício
MARCOS AFONSO – Amadeu
GEORGE COSMO – Egon (neto)
PATRÍCIA AIRES – Violeta (filha de Raul e Ruth)

Um dramalhão transformado em sucesso graças à união no vídeo de Sérgio Cardoso e Rosamaria Murtinho – juntos pela primeira vez em novelas -, que se tornaram os campeões de cartas da TV Tupi na época, tamanha a popularidade obtida.

A TV ainda era em preto e branco. Porém, Sérgio Cardoso usou lentes de contato azuis para viver o judeu Samuel Mayer, de olhos claros.

Wálter George Durst seria o autor, mas sua sinopse não foi aprovada pela Colgate-Palmolive, responsável pela produção. A colônia judaica se manifestou contra seu texto dizendo ser antissemita e exigiu que a novela não fosse ao ar com o mesmo título do romance que a originou, “A Vingança do Judeu”. O então estreante Benedito Ruy Barbosa assumiu a história, escrevendo sob um outro ponto de vista e com novo título, ecumênico: Somos Todos Irmãos.

José Bonifácio de Oliveira Sobrinho em seu “Livro do Boni” relatou que a novela mudou de horário por imposição da comunidade israelita carioca:
“A novela do Benedito estourou em audiência, mas teve seu horário alterado pela censura, sucumbindo às pressões do Centro Israelita Brasileiro Bene Herzl do Rio de Janeiro, que agiu de forma preconceituosa e radical contra a novela.”

Como contratado da Colgate-Palmolive, Benedito Ruy Barbosa, enquanto assinava Somos Todos Irmãos, exibida pela Tupi, supervisionava o texto de Eu Compro Esta Mulher, escrita por Glória Magadan, exibida pela Globo e também produzida pela Colgate-Palmolive.
Até a década de 1960, as novelas (texto, elenco, autores e diretores) eram de responsabilidade dos patrocinadores, e não das emissoras, que apenas entravam com estúdios e parte técnica e as exibiam com exclusividade.

Enquanto escrevia os 20 últimos capítulos de Somos Todos Irmãos, Benedito Ruy Barbosa escreveu os 20 primeiros da novela seguinte, O Anjo e o Vagabundo, também estrelada pela dupla Sérgio Cardoso e Rosamaria Murtinho. (livro “Autores, Histórias da Teledramaturgia”, Projeto Memória Globo)

No ano anterior, a TV Record havia levado ao ar uma novela com o mesmo título, Somos Todos Irmãos. Porém, uma história nada tem a ver com a outra.

Primeira novela da menina Patrícia Aires, filha do ator Percy Aires, de apenas 3 anos na época. Patrícia ganhou notoriedade com seus personagens infantis em novelas, principalmente em A Pequena Órfã, dois anos depois. Desgostosa com o excesso de trabalho e a fama, a atriz mirim logo desistiu da carreira.

ROUMANIA, ROUMANIA – Leeds Music
I LOVE YOU TOO MUCH – Leeds Music

Veja também

  • anjoeovagabundo

O Anjo e o Vagabundo

  • decimomandamento

O Décimo Mandamento

  • ultimatestemunha2

A Última Testemunha

  • algemasdeouro

Algemas de Ouro