Sinopse

Francisca Moura Imperial é uma empresária de sucesso que cada vez mais vê seus dois filhos, Jordão e Thiago, distanciarem-se da família e dos negócios. Um é exatamente o oposto do outro. Jordão vive no imperial clima brasileiro do século 19, com convicções monarquistas, entre sons de harpa e até uma mucama, Dorinha. Por sua vez, Thiago vive no cibernético mundo novo, tendo um robô, Alcides, como mordomo. Mas algo os dois irmãos têm em comum: são solteirões convictos, completamente alheios ao casamento.

Para penetrar na vida dos filhos com mais facilidade, Francisca faz uma plástica e remoça vinte anos. Sua meta é casar um deles e conseguir um neto que prossiga o nome da família. Para tanto, contrata a bela Marília para se envolver com eles. Marília é uma moça culta e inteligente, namorada do sonhador Dirceu, que vê a família em problemas financeiros e não hesita em aceitar a proposta de Francisca de se casar com um de seus filhos e lhe dar um neto, em troca de um punhado de dólares.

Mas os dois irmãos se apaixonam pela moça. As coisas se complicam quando Marília se apaixona por Thiago, mesmo estando de casamento marcado com Jordão.

Globo – 19h
de 9 de janeiro a 21 de julho de 1984
167 capítulos

novela de Lauro César Muniz
colaboração de Daniel Más
direção de José Wilker e Mário Márcio Bandarra
supervisão de Paulo Ubiratan

Novela anterior no horário
Guerra dos Sexos

Novela posterior
Vereda Tropical

NATÁLIA DO VALLE – Marília Braga
JOSÉ WILKER – Thiago Moura Imperial
REGINALDO FARIA – Jordão Moura Imperial
EVA WILMA – Francisca Moura Imperial (FMI)
RENATA SORRAH – Sofia
LADY FRANCISCO – Liana
CLÁUDIO CAVALCANTI – Douglas
PAULO BETTI – Dirceu Valente
LÍDIA BRONDI – Luciana
ARACY BALABANIAN – Ana
JECE VALADÃO – Marcos
OTÁVIO AUGUSTO – Danilo
TETÊ MEDINA – Dusa
PAULO GOULART – Roberto Leme
KATE HANSEN – Fernanda
HENRIQUE MARTINS – Marcos Jacinto Cintra
JOSÉ DE ABREU – Renato
DEDINA BERNADELLI – Estela
JÚLIO BRAGA – Rick
MONIQUE CURY – Lívia
FLÁVIO GUARNIERI – Guto
NICOLE PUZZI – Leonor
MÔNICA TORRES – Cláudia Cowboy
MARCUS ALVISI – Beto
CLÁUDIO CORRÊA E CASTRO – Régis
ZEZÉ MOTTA – Dorinha
SÉRGIO MAMBERTI – Antônio
QUINZINHO – Alcides
JOFRE SOARES – Joaquim
YOLANDA CARDOSO – Dalva
JOSÉ AUGUSTO BRANCO – Nestor
SUELY FRANCO – Gina
CLEMENTINO KELÉ – Zé Eduardo
THELMA RESTON – Célia
TÂNIA LOUREIRO – Vilma
CARLOS KROEBER – Dom Manuel
NORMA GERALDY – Dona Efigênia
GERMANO VEZANI – Aderbal
e
ADALGISA TERUSKIN como ela mesma (jurada do concurso para escolher a mulher-símbolo do Centro de Artes)
ANA LUIZA FOLLY
ANTÔNIO VIANNA
BILLY BLANCO como ele mesmo (jurado do concurso para escolher a mulher-símbolo do Centro de Artes)
CARLOS ZARA
CHRISTIANE TORLONI – Catarina (vencedora do concurso promovido por Francisca na intenção de encontrar uma noiva para seus filhos)
CININHA DE PAULA
GLAUCO RODRIGUES como ele mesmo (jurado do concurso para escolher a mulher-símbolo do Centro de Artes)
ÍTALO ROSSI – Gilberto Braga (falso pai de Marília Braga)
LEINA KRESPI
JOSÉ ROBERTO WRIGHT como ele mesmo (jurado do concurso para escolher a mulher-símbolo do Centro de Artes)
LUIZ CARLOS BARRETO como ele mesmo (jurado do concurso para escolher a mulher-símbolo do Centro de Artes)
MILTON MORAES – Saraiva
NESTOR DE MONTEMAR
RENATA FRONZI – Sônia Braga (falsa mãe de Marília Braga)
SÉRGIO MOX
SILVINHO como ele mesmo (jurado do concurso para escolher a mulher-símbolo do Centro de Artes)
SÔNIA AYRES

– núcleo de FRANCISCA MOURA IMPERIAL (Eva Wilma), rica empresária, divorciada duas vezes, que tem o poder da família em suas mãos, sustentando os dois filhos e até os ex-maridos – daí seu apelido FMI (iniciais de seu nome). No início da história, faz uma plástica e remoça vinte anos. É inteligente, ativa e agradável, mas também é intragável quando quer. Preocupa-se com a continuação do nome da família e anseia por um neto, mas seus filhos fogem de qualquer relação estável e têm horror a casamento e à ideia de filhos. Promove um concurso para encontrar a mulher ideal para casar-se com um dos filhos e lhe dar um neto:
os filhos: THIAGO (José Wilker), rapaz antenado com tudo o que é moderno, com os pés no futuro. Tem uma loja de brinquedos eletrônicos e sempre possui novidades em seu bem aparelhado apartamento. É um homem muito envolvente e sempre rodeado de mulheres, mas não leva a sério nenhum relacionamento
e JORDÃO (Reginaldo Faria), exatamente o oposto do irmão no estilo de vida: conservador, refinado, antiquando, apegado às tradições, apaixonado por antiguidades. Conserva a casa em que mora tal qual na época de seu avô. É um homem muito charmoso, sempre impecável e elegante. Porém, assim como o irmão, também se mantém solteiro e tem pavor de relacionamentos sérios
os ex-maridos ROBERTO (Paulo Goulart), pai de Thiago, homem envolvente e que faz questão de ter tudo do melhor. Transita pela alta sociedade, apesar de não ter dinheiro, e é praticamente sustentado pelo filho,
e MARCOS JACINTO (Henrique Martins), pai de Jordão
a amiga DUSA (Tetê Medina), sua confidente, trabalha para ela
o secretário DANILO (Otávio Augusto), ambicioso, atento e esperto, porém um tanto atrapalhado. Apaixonado pela patroa, que o vê apenas como um subalterno
a segunda mulher de Roberto, FERNANDA (Kate Hansen), mulher bela e atraente, despachada mas não muito inteligente. Depois da plástica de Francisca, sente-se um pouco ameaçada e faz cenas de ciúmes ao perceber o interesse de Roberto pela ex-mulher
o irmão DOM MANUEL (Carlos Kroeber), bispo, um homem conservador, que teve grande influência na formação de Jordão. Não entende o estilo moderno de Thiago
o motorista e guarda-costas ADERBAL (Germano Vezani), rapaz atlético com quem flerta.

– núcleo de MARÍLIA (Natália do Valle), bela moça, batalhadora e de origem simples. Formada em Administração de Empresas, luta para conseguir um emprego. Sua vida toma um novo rumo quando conhece Francisca, que lhe propõe um casamento com um de seus filhos, com direito a um neto, em troca de uma situação financeira estável. A princípio, ela reluta, porque já tem um namorado. Mas diante da situação difícil da família, acaba aceitando. Envolve-se com Thiago e Jordão ao mesmo tempo e eles ficam apaixonados por ela. Porém, não esperava que fosse amar de verdade Thiago, mesmo estando de casamento marcado com Jordão:
os pais JOAQUIM (Jofre Soares), homem simples. Com a idade avançada, tem dificuldades de ser aceito em um novo trabalho e, por conta disso, enfrenta dificuldades financeiras,
e DALVA (Yolanda Cardoso), enfrenta os problemas de cabeça erguida. Sonhadora em relação às filhas
o namorado, no início, DIRCEU VALENTE (Paulo Betti), pintor sem projeção. Ambicioso, quer conquistar o sucesso a qualquer preço, mesmo que, para isso, tenha de abrir mão de coisas que lhe são muito caras. O namoro vai mal quando ela se apaixona de verdade por Thiago.

– núcleo de THIAGO (José Wilker), filho “moderno” de Francisca:
o mordomo ALCIDES (Quinzinho), na verdade um robô, espécie de mascote de casa
as amigas, todas apaixonadas por ele: LUCIANA (Lídia Brondi), partilha de suas ideias avançadas, mas, no fundo, sonha com o dia em que irão se casar
LEONOR (Nicole Puzzi), esportiva, livre e desproblematizada
e CLÁUDIA COWBOY (Mônica Torres), alegre, descontraída e que adora se divertir
o amigo BETO (Marcos Alvisi), um boa-vida que não perde uma festa e faz sucesso nas pistas de dança.

– núcleo de JORDÃO (Reginaldo Faria), filho “careta” de Francisca:
a dançarina de boate LIANA (Lady Francisco), extrovertida e exagerada por quem se apaixona, para o desespero de Francisca, que espera ver o filho com uma mulher culta e de classe
a empregada DORINHA (Zezé Motta), uma verdadeira mucama. Bela e cheia de vida. Adora uma escola de samba e participa das festas na casa de Thiago sem que seu patrão saiba
o mordomo ANTÔNIO (Sérgio Mamberti), aprecia música erudita, em especial as óperas.

– núcleo de SOFIA (Renata Sorrah), professora de música de Jordão, eternamente apaixonada por ele. Continua solteira na esperança de um dia conseguir conquistá-lo. Reprimida, com tendência para melancolia, é uma mulher bonita, mas que mantém uma armadura de formalismo e seriedade. Tem em Antônio o seu maior confidente:
a tutora DONA IFIGÊNIA (Norma Geraldy), a criou após a morte prematura de seus pais. Velhinha sovina, doente e tirânica.

– núcleo de DOUGLAS (Cláudio Cavalcanti), homem rico e charmoso que tenta conquistar Marília e ela até fica balançada. Surge no meio da trama:
o pai de Douglas, RÉGIS (Cláudio Correa e Castro), amigo e conselheiro, um bon-vivant.

– núcleo de ANA (Aracy Balabanian), irmã de Marília. Dona de casa com uma vida difícil com o marido, um homem machão e repressor que não aceita que trabalhe fora. Conformada, nunca teve muitas chances na vida. Apesar de maltratada pela situação financeira e matrimonial, ainda é uma mulher bonita:
o marido MARCOS (Jece Valadão), machista, inflexível e repressor. Pai à moda antiga, acredita que as filhas devem sair de casa apenas para o casamento, por isso vive controlando elas e critica o estilo de vida livre de Marília
o pretendente RENATO (José de Abreu), com quem se envolverá
as filhas: ESTELA (Dedina Bernadelli), jovem irrequieta e inconformada com o tipo de vida que leva. É fã da tia Marília e gostaria de ser como ela. Não entende as preocupações do pai e não quer ter a mãe como exemplo de vida,
e LÍVIA (Monique Cury), tímida e reprimida pelo pai, mas, ao contrário da irmã, aceita essa dominação
o namorado de Estela, RICK (Júlio Braga), tenta furar o cerco de Marcos, que proíbe o namoro porque o vê apenas como um garoto inconsequente.

– núcleo de LUCIANA (Lídia Brondi), jovem moderna e atraente. É a namorada mais constante de Thiago por não exigir muito do relacionamento. Quando ele se apaixona por Marília, vai se envolver com Dirceu, que também se sentiu preterido:
a mãe GINA (Suely Franco), mulher hábil e ativa que sabe aproveitar as oportunidades. Apoia o namoro da filha com Thiago e espera que se casem
o padrasto NESTOR (José Augusto Branco), engenheiro em dificuldades profissionais
o filho de Nestor, GUTO (Flávio Guarnieri), rapaz mimado, apaixona-se por Lívia
a ex-mulher de Nestor, mãe de Guto, CÉLIA (Thelma Reston), assumiu sozinha a educação do filho, mas tem problemas com ele, que morre de ciúmes dela
o namorado de Célia, ZÉ EDUARDO (Clementino Kelé), publicitário, leva numa boa o ciúme de Guto.

Curioso trabalho de Lauro César Muniz, que conseguiu, em um clima de comédia, fundir dois universos distintos: o passado, na figura de Jordão (Reginaldo Faria), e o futuro, na figura de seu irmão Thiago (José Wilker).

O ano era 1984 e a novela aproveitava o gancho do romance futurista “1984”, de George Orwell (publicado em 1949), em evidência na ocasião.

Natália do Valle, no auge de sua beleza, foi o destaque dessa novela.

Vale destacar também a presença do robô Alcides, espécie de mordomo, conselheiro e mascote do “moderninho” Thiago. O robô na verdade era um anão caracterizado, o ator Quinzinho, que já trabalhava com os Trapalhões na época. Quando o robô falava, ouvia-se uma voz em off.

Na história, Francisca (Eva Wilma) faz uma cirurgia e rejuvenesce vinte anos. Na verdade, a atriz aparecia envelhecida, com uma pesada máscara que lhe dava a aparência de idosa. Após a cirurgia da personagem, Eva Wilma passou a aparecer como ela mesma, sem a caracterização de velha.

Propositalmente, o autor criou um apelido para Francisca Moura Imperial, formado pelas iniciais de seu nome: FMI, a sigla do Fundo Monetário Internacional. Rica e poderosa, ela sustentava os filhos e os ex-maridos.

José Wilker – que vivia Thiago, um dos filhos de Francisca – acumulou as funções de ator e diretor de Transas e Caretas (juntamente com Mário Márcio Bandarra).

Betty Faria iria interpretar a dançarina Liana. Seu nome – inclusive – aparecia creditado na abertura. Mas a atriz acabou escalada para a próxima atração das oito, Partido Alto. Lady Francisco tomou o seu lugar.

A ação constante da censura sobre cenas e diálogos da novela prejudicou o desenvolvimento de alguns personagens, como Renato (José de Abreu) e Ana (Aracy Balabanian). As cenas de Ana tiveram de ser reduzidas, porque ela era casada e tinha filhos, mas se apaixonava por Renato, que acabou afastado da trama durante um período.

Para viver a professora de música Sofia, a atriz Renata Sorrah aprendeu a tocar harpa. Site Memória Globo.

O texto de Transas e Caretas foi exportado para o Chile e lá a novela foi produzida com o título Trampas y Caretas, em 1992, tornando-se um dos maiores fenômenos de audiência do país na época.

Primeira novela na Globo do ator Paulo Betti, que saiu antes do fim para estrelar a próxima trama no horário, Vereda Tropical.

Lídia Brondi também não ficou até o fim. Grávida de sua filha Isadora, a atriz saiu na metade da novela, juntamente com Paulo Betti. Seus personagens (Luciana e Dirceu) viviam um romance na história e, providencialmente, saíram de cena.

Um dos rapazes que apareciam correndo no videogame da abertura era Raul Gazola, antes de estrear como ator.

Participaram da novela como jurados do concurso para escolher a símbolo do Centro de Artes da história: Adalgisa Teruskin, Billy Blanco, Glauco Rodrigues, José Roberto Wright, Luiz Carlos Barreto e o cabeleireiro Silvinho.

Outras novelas que tiveram a figura de um robô em suas tramas: Tempos Modernos, de Bosco Brasil (2010), e Morde e Assopra, de Walcyr Carrasco (2011).

Trilha Sonora Nacional
transast1
01. FOGUEIRA – Maria Bethânia (tema de Marília)
02. BREGA CHIQUE – Eduardo Dussek (tema de Ana)
03. BIP-BIP – Erva Doce (tema de Thiago e Alcides)
04. CACHO DE UVA – Ronnie Von (tema de Jordão)
05. BROTO ESPECIAL – Neusinha Brizola (tema de Estela)
06. DOCE PAIXÃO – Liliane
07. TRANSAS E CARETAS – Los Angeles (tema de abertura)
08. BABY – Gal Costa (tema de Thiago)
09. TROCAS E BALDROCAS – Harmony Cats (tema de Luciana, Leonor e Cláudia Cowboy)
10. RECOMEÇAR – Água Marinha (tema de Ana)
11. ENTÃO TÁ – Júnior Mendes
12. INÚTIL – Ultraje à Rigor (tema de Rick)
13. ETERNO – Ano Luz
14. UMA VEZ, UMA TARDE – Marcos Rezende

Trilha Sonora Internacional
transast2
01. LET’S STAY TOGETHER – Tina Turner (tema de Thiago)
02. EBONY EYES – Rick James (tema de Marília e Thiago)
03. YAH MO BE THERE – James Ingram & Michael MacDonald (tema de locação)
04. FINDING OUT THE HARD WAY – Cynthia Rhodes (tema de Luciana)
05. GIMME A LITTLE SIGN – Kenny James (tema de locação)
06. ALMOST PARADISE – Ann Wilson & Mike Reno (tema de Marília e Thiago)
07. SOUVENIR OF CHINA – Jean Michel Jarre (tema de Thiago e Marília)
08. TALKING TO YOUR SLEEP – The Romantics (tema de locação)
09. DRIFTING DREAMING – Cleo Laine & James Gallway (tema de Sofia)
10. JOANA – Kool & The Gang (tema de Jordão)
11. EVA – Umberto Tozzi (tema de Thiago)
12. VICTIMS – Culture Club (tema de Douglas)
13. TROUBLE IN PARADISE – Sylvester (tema de Francisca)
14. I’M GOING TO GO – Jago (tema de Alcides)

Sonoplastia: Jenny Tausz
Direção de sonoplastia: Antônio Faya
Supervisão de repertório: Francisco Santos Jr.
Direção musical: Guto Graça Mello

Tema de Abertura: TRANSAS E CARETAS – Los Angeles

Ponha o pé na Lua
E descubra que o futuro está perto
Siga o seu robô
Tome cuidado como vai programar
Entre nessa nave, aperte o cinto
A sorte vai ser lançada
A felicidade é uma estrela
E você tem que alcançar

Quando a magia do amor
Invade o espaço ao seu redor
É como um raio a disparar
Num alvo fácil de acertar

Quem quiser brincar
Pode se queimar
É sempre assim até o fim
E nunca vai mudar
Chega de sonhar
O game é pra valer
Quem vai ganhar
Quem vai perder
O tempo vai mostrar…

Veja também

  • umsonhoamais_logo

Um Sonho a Mais

  • rodadefogo86_logo2

Roda de Fogo (1986)

  • salvadordapatria_logo

O Salvador da Pátria

  • zaza_logo

Zazá