Sinopse

Em Armação dos Anjos, litoral carioca, o capitão reformado Jonas Rocha, viúvo com seis filhos, casa-se com a historiadora Carmem Maura, também viúva e com seis filhos. Eles terão problemas inéditos – além daqueles comuns a uma família numerosa – ao entrar em contacto com os vampiros que assolam a cidade com a chegada da famosa cantora Natasha para a gravação de um videoclipe.

Para brilhar na carreira, a roqueira Natasha vendeu sua alma ao terrível Conde Vladimir Polanski, o Vlad, líder dos vampiros. Mas ele descobre que em encarnações passadas ela foi Eugênia, o seu amor, que preferiu ficar com Rocha, a outra vida do Capitão Jonas. O conde passa então a perseguir Natasha e a família do capitão, inclusive usando de seus poderes para envolver Carmem Maura.

Natasha, por sua vez, quer destruir Vlad para se livrar de sua maldição. A única arma de que dispõe para isso é a Cruz de São Sebastião, que está escondida em algum lugar em Armação dos Anjos. A cruz deve ser manejada por um homem chamado “Rocha”. O herói é portanto o Capitão Jonas.

Também está em Armação o bandido boa-praça Jurandir, fugindo de Cachorrão, chefe de uma gangue que ele assaltou por engano. Na cidade, Jurandir se esconde nas vestes do Padre Estevão, fica amigo da garotada e recebe o apelido de Padre Garotão. A batina, no entanto, não é tropeço para seu louco namoro com a bela jovem Marina, a protegida de Cachorrão.

Destaque ainda para as trapalhadas da família de vampiros liderada por Matoso: os filhos, Motosão e Matosinho, e a ambiciosa e tresloucada namorada Mary. E a dupla de caçadores de vampiros Alice Penn Taylor e seu fiel escudeiro Augusto Sérgio.

Globo – 19h
de 15 de julho de 1991
a 8 de fevereiro de 1992
179 capítulos

novela de Antônio Calmon
escrita por Antônio Calmon, Vinícius Vianna, Lílian Garcia e Tiago Santiago
direção de Jorge Fernando, Fábio Sabag e Carlos Manga Jr.
direção geral de Jorge Fernando

Novela anterior no horário
Lua Cheia de Amor

Novela posterior
Perigosas Peruas

NEY LATORRACA – Vlad (Conde Vladimir Polanski) / Otavinho Freire
CLÁUDIA OHANA – Natasha / Eugênia
REGINALDO FARIA – Capitão Jonas Rocha
JOANA FOMM – Carmem Maura
FÁBIO ASSUNÇÃO – Lipe
NUNO LEAL MAIA – Jurandir (Padre Garotão / falso Padre Estevão)
PATRÍCIA TRAVASSOS – Mary Matoso
OTÁVIO AUGUSTO – Matoso
GUILHERME LEME – Gerald Lamas
VERA HOLTZ – Alice Penn Taylor
MARCOS FROTA – Augusto Sérgio
PAULO GRACINDO – Cachorrão (Arlindo Maranhão)
EVANDRO MESQUITA – Simão
BETH COELHO – Jezebel
DANIELA CAMARGO – Lena
BEL KUTNER – Scarleth
PEDRO VASCONCELLOS – João
JULIANA MARTINS – Esmeralda
JONAS TORRES – Daniel
LUCIANA VENDRAMINNI – Jade
FLÁVIO SILVINO – Matosão
MARCOS BREDA – Rafa / Diogo
VERA ZIMERMANN – Marina
CLEYDE YÁCONIS – Dona Virgínia
BIA SEIDL – Soninha
PAULO JOSÉ – Ivan
ZEZÉ POLESSA – Silvia
FRANCISCO MILANI – Max
AÍDA LEINNER – Branca
TONY TORNADO – Pai Gil
OSWALDO LOUZADA – Padre Eusébio
MARCOS ALVISI – Padre Estevão / Carcará
INÊS GALVÃO – Joana
MARCELO PICCHI – Moreira
REJANE SCHUMANN – Maria Carmem
NORMA GERALDY – Hemengharda
HILDA REBELLO – Hermínia
as crianças e adolescentes
CAROL MACHADO – Dorothy
RODRIGO PENNA – León
HENRIQUE FARIAS – Nando
JOÃO REBELLO – Sig
FERNANDA RODRIGUES – Isa
JOSÉ PAULO JR. – Tico
IGOR LAGE – Pingo
FREDERICO MAYRINCK – Pedro
AMORA MAUTNER – Paula
ANDRÉ GONÇALVES – Matosinho
ALEPH DEL MORAL – Rubinho
e
ADÉLIA LAZARI
ALEXANDRE BARILARI – um dos repórteres que entrevistam o Capitão Jonas
CLÁUDIA RAIA – Celeste (dona de um bar, ex-caso de Jurandir)
CRISTINA PEREIRA – Luísa (ex-mulher de Matoso, mãe de Matosinho)
DALMO CORDEIRO
EDUARDO MACHADO – Frei Ambrósio (ajudante do Frei Bartolomeu)
ERNANI MORAES – Barros (gerente da boate onde Natasha cantava no início de carreira)
FABIANO CORREIA
FABRÍCIO BITTAR – Marquinhos (filho de Joana)
FELIPE PINHEIRO – Giron (produtor musical de Natasha)
GIANFRANCESCO GUARNIERI – Zé Clemente (delegado que prende Jurandir)
GIULIA GAM – Lúcia T (cantora amiga de Natasha)
HELENA DELAMARE
IEDA HAMELYN
JOÃO BOURBONNAIS – médico que queria fazer uma transfusão de sangue em Natasha
JORGE CHERQUES – Frei Bartolomeu (padre que excomungou Vlad no passado)
JORGE FERNANDO – Vicentinho Fernando (terapeuta maluco que trabalha com hipnose)
JÚLIO LEVY – Araquem (da dupla de ladrões amigos de Jurandir)
KAKA BARRETE – do circo de Simão
LUGUI PALHARES – barqueiro que conduziu Natasha na gôndola até o palco em seu show em Veneza
LUÍS SALÉM – jornalista que narra os estranhos fatos que ocorrem em Armação dos Anjos
MARCELLO NOVAES – piloto que faz o translado do caixão de Natasha da Itália para o Brasil
MARIA CAROL REBELLO – Mônica (fiha de Joana)
MARIA ZILDA BETHLEM- Telma (ex-mulher de Matoso, mãe de Matosão)
MÁRIO LAGO – avô de Soninha
PEDRO CARDOSO – Tobias (da dupla de ladrões amigos de Jurandir)
RENATO COELHO
RITA LEE – Lita Ree (roqueira que aparece na Armação dos Anjos para fazer um show com Natasha)
WALDEMAR BERDITCHEVSKY – do circo de Simão
YEDA DANTAS – mulher barbada no circo de Simão

– núcleo da pousada de JONAS ROCHA (Reginaldo Faria), capitão da marinha reformado que vive na cidade litorânea de Armação dos Anjos:
a esposa CARMEM MAURA (Joana Fomm), que pesquisa documentos históricos sobre possessões demoníacas supostamente ocorridas há séculos na Armação
os filhos do primeiro casamento: LIPE (Fábio Assunção), JOÃO (Pedro Vasconcellos), NANDO (Henrique Farias), JADE (Luciana Vendramini), ISA (Fernanda Rodrigues) e TICO (José Paulo Jr)
os filhos do primeiro casamento de Carmem Maura: LENA (Daniela Camargo), SCARLETH (Bel Kutner), DOROTHY (Carol Machado), LEON (Rodrigo Penna), RUBINHO (Aleph Del Moral) e SIG (João Rebelo)
a sogra do primeiro casamento de Jonas, DONA VIRGÍNIA (Cleide Yáconis), que ajuda a cuidar da pousada
a caçadora de vampiros ALICE PENN TAYLOR (Vera Holtz), que chega à Armação para repelir os ataques de vampiros
o covarde, tímido e atrapalhado pupilo de Alice, AUGUSTO SÉRGIO (Marcos Frota), seu fiel escudeiro
a advogada ambientalista SONINHA (Bia Seidel), que chega à Armação para auxiliar no trabalho ecológico de Jonas. Inicialmente se apaixona por ele, mas termina ao lado de Augusto Sérgio.

– núcleo de NATASHA (Cláudia Ohana), a vampira roqueira que vendeu a alma em troca de sucesso, mas se arrepende e pretende destruir aquele que a vampirizou. Sente-se atraída pelo Capitão Jonas, já que em encarnações passadas eles viveram um amor:
o CONDE VLADIMIR POLANSKI, o VLAD (Ney Latorraca), o poderoso mestre dos vampiros, que vampirizou e persegue Natasha, já que ela é a reencarnação de EUGÊNIA, seu amor do passado, que disputou com ROCHA, reencarnação do Capitão Jonas. Se infiltra na pousada do capitão com a identidade humana de OTAVINHO FREIRE, pretendendo destruí-lo. Transforma a pacata cidade em um macabro reduto de vampiros
seu empresário GERALD LAMAS (Guilherme Leme), vampirizado por Vlad para fazer companhia a Natasha. Sedutor, egoísta e de personalidade duvidosa, mas que se apaixona sinceramente pela humana Scarleth
o anjo RAFA (Marcos Breda), que ajuda Natasha na sua luta contra Vlad. Descobre-se que, na verdade, é Diogo, irmão de Eugênia
seu produtor musical GIRON (Felipe Pinheiro), vampirizado, tentou se apossar da cruz de São Sebastião para destruir Vlad e tomar seu lugar, mas acabou sendo destruído pelo poder do artefato.

– núcleo de SIMÃO (Evandro Mesquita), proprietário do Circo Planador. O palhaço garante a subsistência de sua trupe com pequenos furtos (principalmente de galinhas da vizinhança), já que o decadente circo não dá grandes lucros:
a mulher JEZEBEL (Bete Coelho), astróloga e falsa vidente que, na verdade, é dotada de alguns poderes paranormais. Grande e fiel amiga de Natasha
a filha ESMERALDA (Juliana Martins), trapezista do circo, namorada de João
o menino de rua PINGO (Ígor Lage), que chega à Armação e é acolhido pelo pessoal do circo.

– núcleo de MATOSO (Otávio Augusto), mau caráter envolvido em negócios escusos, dono de quase toda a Armação dos Anjos. Transforma-se num covarde e desastrado vampiro de um canino só, e torna-se servo de Vlad:
a mulher MARY MATOSO (Patrícia Travassos), filha de Dona Virgínia, ex-atriz de filmes pornográficos e apaixonada pelo cunhado, Capitão Jonas, que não lhe corresponde. Interesseira e oportunista, após ser vampirizada por Gerald, torna-se serva de Vlad e morde o próprio marido Matoso
os filhos, também vampirizados: o valentão e truculento MATOSÃO (Flávio Silvino) e MATOSINHO (André Gonçalves) inicialmente briguento e mal visto pelas crianças, mas que posteriormente se torna amigo do pessoal, pois não aceita sua condição de vampiro
as ex-mulheres, que tornaram-se amigas: TELMA (Maria Zilda Bethlem), mãe de Matosão, e LUÍSA (Cristina Pereira), mãe de Matosinho.

– núcleo de JURANDIR (Nuno Leal Maia), que finge ser padre para fugir de um bandido, ficando amigo da garotada e conhecido como PADRE GAROTÃO:
o PADRE EUSÉBIO (Oswaldo Louzada), que há anos dirige a paróquia da Armação, e espera um substituto para que possa se aposentar e se dedicar à sua fazenda de alfaces
o PADRE ESTEVÃO (Marcos Alvisi), o verdadeiro substituto de Padre Eusébio que, ao dar carona para Jurandir, envolve-se num grave acidente e é dado como morto. Reaparece desmemoriado, pensando ser um cruel bandido, CARCARÁ
o mafioso ARLINDO MARANHÃO, conhecido como CACHORRÃO (Paulo Gracindo), perigoso líder de um grupo de marginais, que persegue Jurandir após ter sua casa por ele assaltada
a amada MARINA (Vera Zimmerman), protegida de Cachorrão. Jurandir mente dizendo que ela é sua irmã para preservar a falsa identidade de Padre Estevão
os parceiros no assalto à casa de Cachorrão, TOBIAS (Pedro Cardoso) e ARAQUEM (Júlio Levy), que descobre a verdade sobre o Padre Estevão e, ameaçado por Cachorrão, entrega Jurandir ao bandido em troca de seu perdão
as beatas HEMENGHARDA (Norma Geraldy) e HERMÍNIA (Hilda Rebelo).

– núcleo de IVAN (Paulo José), artista plástico da região, de bom caráter, amigo do Capitão Jonas. É vampirizado por Vlad, mas recusa-se a servir aos seus interesses malignos, unindo-se a Natasha no início da trama:
a esposa SÍLVIA (Zezé Polessa), proprietária de um restaurante da Armação
a filha PAULA (Amora Mautner).

– núcleo de MAX (Francisco Milani), alcoólatra, sem dignidade, violento, abandonado pela mulher e desprezado por quase todos. Trabalha com o filho numa lanchonete de propriedade de Matosão. Também é vampirizado:
o filho PEDRO (Frederico Mayrink), o único a ficar do lado do pai, apesar de ser vítima de sua violência quando bêbado. Namora Paula
a ex-esposa JOANA (Inês Galvão), que o largou em razão das brigas e do alcoolismo, retornando à Armação acompanhada do atual marido MOREIRA (Marcelo Picchi) para se reaproximar do filho Pedro.

– núcleo de BRANCA (Aída Leinner), amiga e sócia de Sílvia no restaurante, acaba se aproximando e se envolvendo com Max, procurando ajudá-lo a mudar de vida:
seu pai, conhecido por todos como PAI GIL (Toni Tornado), carismático e místico, conhecedor dos segredos e das lendas sobre o ataque dos vampiros à Armação dos Anjos no passado.

– demais personagens:
DANIEL (Jonas Torres), jovem arqueiro que se dirige à Armação para destruir Vlad – que havia matado o seu pai e roubado sua identidade, Otavinho Freire. Se envolve com Jade
VINCENTINHO FERNANDO (Jorge Fernando), terapeuta maluco que trabalha com hipnose, cuidando de Carmem Maura, Capitão Jonas e Natasha. Tem efetiva participação na luta final contra os vampiros
LÚCIA T. (Giulia Gam), amiga do começo de carreira de Natasha, antes desta tornar-se vampira. Participa da gravação de seu videoclipe na Armação dos Anjos
LITA REE (Rita Lee), roqueira que aparece na Armação para fazer um show com Natasha. Ao término do espetáculo, revela-se uma vampira
CELESTE (Cláudia Raia), dona de um bar, ex-caso de Jurandir
ZÉ CLEMENTE (Gianfrancesco Guarnieri), delegado que prende Jurandir
MARIA CARMEM (Rejane Schumann), namorada de Leon, com quem ele toca violino desafinadamente.

Vampiros, rock, suspense, comédia e um elenco de muitos atores jovens foram os ingredientes de Antônio Calmon para emplacar esse sucesso.

Uma inesperada surpresa, com roteiro incomum e muitas novidades a cada capítulo. Valorizada a direção de Jorge Fernando, empolgante ao dirigir cenas de ação e os embates com as legiões de vampiros. Ismael Fernandes em “Memória da Telenovela Brasileira.”

O enredo aos poucos foi se transformando numa chanchada de terror. A comédia chegou ao clímax quando Ney Latorraca dançou uma coreografia mórbida na versão bem-humorada do clipe da música “Thriller”, de Michael Jackson. Porém toda essa anarquia não ofuscou o lado romântico da trama.

Este sucesso todo apesar – ou por causa – dos efeitos – ou defeitos – especiais, ainda muito precários – ou propositais. Os atores mal conseguiam falar com as dentaduras postiças, por exemplo.

Antônio Calmon avaliou a novela para o livro “Autores, Histórias da Teledramaturgia”, do Projeto Memória Globo:
“Acho que Vamp funcionou mais com o público infanto-juvenil e com um público mais sofisticado. Na mídia, tornou-se cult. Mas não atingiu as donas de casa porque era meio chanchada. (…) Mesmo assim, lembro que, nos grupos de discussão, a novela era vista com extrema simpatia. As donas de casa ficavam satisfeitas porque os filhos estavam assistindo a uma novela dirigida a eles.”

Entre as referências do autor para criar a novela está o filme A Dança dos Vampiros (1967), do diretor franco-polonês Roman Polanski. O nome do personagem de Ney Latorraca, conde Vladimir Polanski, é uma homenagem ao diretor. Site Memória Globo.

No elenco afiado, muitos foram os destaques: Cláudia Ohana, marcada definitivamente pela roqueira Natasha, Nuno Leal Maia, como o malandro Jurandir, o Padre Garotão; Otávio Augusto e Patrícia Travassos, como o hilário casal de vampiros Matoso e Mary; Vera Holtz e Marcos Frota, como a dupla de caçadores de vampiros Alice Penn Taylor e Augusto Sérgio; e um grande momento de Ney Latorraca na pele de Vlad, e o chefe dos vampiros.

Latorraca comentou sobre Vamp em seu livro “Muito Além do Script”:
“Eles queriam resgatar a figura de um galã que eu nunca fui. Na primeira cena que gravei em São Paulo, com Jorginho [Fernando], dou uma mordida em [Cláudia] Ohana. Eu tinha de olhar para a câmera e dizer ‘Gostoso!’, mas na hora troquei para ‘Gotoso! Gotoso memo!’, lembrando minha infância. Fiz isso para o personagem estourar. (…) A ideia era fazer um vampiro simpático. Virou coqueluche.”

Destaque também para o numeroso elenco infanto-juvenil. Foi a primeira novela de Fernanda Rodrigues e André Gonçalves, crianças na época.

A atriz Débora Bloch e a cantora Paula Toller foram as primeiras sondadas para viver Natasha, papel que acabou ficando com Cláudia Ohana.

A novela contou com a participação de Rita Lee, vivendo uma amiga roqueira de Natasha – chamada Lita Ree. Também Giulia Gam apareceu cantando com Natasha. E Cláudia Raia participou como um ex-caso de Jurandir. Na fase final, foi a vez de Maria Zilda Bethlem e Cristina Pereira marcarem presença como Telma e Luísa, ex-mulheres de Matoso, uma referência à dupla do filme Thelma & Louise (1991), que fazia sucesso nos cinemas na época.

Otávio Augusto embarcou no clima de comédia e deu suas contribuições para a composição do personagem. Entre elas, a característica de Matoso misturar diferentes idiomas em suas falas, e a ideia de fazer dele um vampiro de um dente só. O ator contou que, devido ao sucesso da novela, chegou a ir em festas de aniversário de filhos de amigos em que o bolo tinha o formato de um caixão. Site Memória Globo.

Além do Brasil, a novela teve Lisboa e Veneza como cenários. Ao som do grupo Enigma – em evidência na época por misturar músicas sacras e profanas – Cláudia Ohana dançou na Praça de São Marcos, em Veneza, em meio aos pombos. Sem saber que as músicas do Enigma eram proibidas em toda a Itália, a produção da novela foi abordada por policiais que interromperam a gravação. Levada ao ar, a cena é uma das mais marcantes de Vamp.

Duas novidades marcaram a linguagem desenvolvida na novela: a gravação de diversas cenas no formato de videoclipe – sem palavras, muita ação, sucessão rápida de planos – e a transformação do último take de cada capítulo num quadro de história em quadrinhos, ideia do diretor Jorge Fernando.

A maquiagem usou próteses dentárias, lentes de contato de diversas cores e recursos variados para a caracterização dos vampiros.

Para compor o visual de Natasha, a equipe de figurino se inspirou nas histórias em quadrinhos, usando muito veludo, cotton-lycra e vinil. Segundo o figurinista Lessa de Lacerda, no início dos anos 1990 surgiu nas passarelas internacionais uma forte tendência gótica que acabou se refletindo na moda jovem brasileira, coincidindo com o look da novela. Lessa situa Vamp entre seus trabalhos de maior repercussão na TV. Site Memória Globo.

A novela também tratou da proteção das tartarugas marinhas. O merchandising ecológico surgiu de uma parceria da Rede Globo com a Fundação Boticário de Proteção à Natureza. Na trama, a ecologista Soninha (Bia Seidl) ensinava o Capitão Rocha (Reginaldo Faria) como salvar as tartarugas que ficavam presas nas redes de pesca.

Três atores adolescentes do elenco de Vamp tornaram-se diretores de novelas da Globo: Pedro Vasconcellos, Amora Mautner e Fred Mayrink.

Vamp foi eleita a melhor novela de 1991 pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte). Otávio Augusto levou o prêmio de melhor ator e Flávio Silvino, a revelação masculina na TV.

A Editora Globo lançou um álbum de figurinhas da novela, direcionado ao público infanto-juvenil.

Em 2002, Antônio Calmon apresentou uma nova trama com vampiros – O Beijo do Vampiro – mas sem a mesma repercussão de Vamp. Ney Latorraca também retornava numa participação especial – não como Vlad, mas como outro vampiro: Nosferatu.

Vamp foi reapresentada entre 04/01 e 02/07/1993 na faixa vespertina Sessão Aventura.
Reprisada também entre 11/04 e 16/12/2011, às 15h30, no canal Viva (canal de TV por assinatura pertencente à Rede Globo).

Trilha Sonora Nacional

vampt1
01. CORAÇÃO VAGABUNDO – Leila Pinheiro (tema de Carmem Maura)
02. FELICIDADE URGENTE – Elba Ramalho (participação especial de Cláudio Zoli) (tema de locação: Baía dos Anjos)
03. GRUNIR – Orlando Moraes (tema dos adolescentes e da vinheta de ‘estamos apresentando’)
04. SOB O EFEITO DE UM OLHAR – Guilherme Arantes (tema do Capitão Jonas)
05. SUGA SUGA – João Penca e Seus Miquinhos Amestrados (tema de Matosão e Matosinho)
06. VLAD – André Sperling (tema de Vlad)
07. NOITE PRETA – Vange Leonel (tema de abertura)
08. SYMPATHY FOR THE DEVIL – Cláudia Ohana (tema de Natasha)
09. TENDO A LUA – Os Paralamas do Sucesso (tema de Jurandir)
10. LUA – Fábio Jr. (tema de Lipe)
11. CHACAL BLUES – Evandro Mesquita (tema de Simão)
12. SEGREDOS – Hay Kay (tema de Ivan)
13. PATINHO FEIO – Angel (tema de Jade)
14. AMOR VAMP – André Sperling (tema romântico para os adolescentes)

Trilha Sonora Internacional

vampt2
01. I REMEMBER YOU – Skid Row (tema de Natasha)
02. LOVE HURTS – Cher (tema de Lipe)
03. LET THE BEAT HIT’EM – Lisa Lisa & The Cult Jam
04. ONE INCH OF HEAVEN – The Silencers (tema de Jurandir)
05. THE LADY IS A VAMP – Black and White (featuring J. J. Jackson) (tema de Mary Matoso)
06. AGAIN – Marc Clayton (tema de Ivan e Silvia)
07. WHAT A WONDERFUL WORLD – Louis Armstrong (tema do Capitão Jonas)
08. BOY (WHY YOU WANNA MAKE ME BLUE) – Deborah Blando (tema de Jade)
09. WICKED GAME – Chris Isaak (tema de Gerald e Scarleth)
10. ANOTHER NIGHT – Tony Garcia
11. WILL OF THE WIND – Kenny Loggins (tema de Pedro e Paula)
12. IT AIN’T OVER ‘TIL IT’S OVER – Lenny Kravitz (tema de João e Esmeralda)
13. IF YOU HURT ME NOW – Daniel Estephan
14. TENDERNESS – Robert Thames

Trilha Sonora Complementar: Rádio Corsário

vampt3
01. FUN, FUN, FUN – The Beach Boys
02. NÃO VOU FICAR – Kid Abelha e os Abóboras Selvagens
03. THE DIARY – Neil Sedaka
04. ENCOLEIRADO – Supla (participação especial de Roger)
05. SURFER GIRL – The Beach Boys
06. O INFERNO É FOGO – Lobão (participação especial de Nelson Gonçalves)
07. DOIDÃO – Magrellos
08. QUERO QUE VÁ TUDO PRO INFERNO – Cláudia Ohana
09. BREAKING UP IS HARD TO DO – Neil Sedaka
10. SACANA – Brigitte (tema de Matoso)
11. DIANA – Paul Anka
12. JÁ NÃO SEI – Vera Negri
13. THE BANANA BOAT SONG-DAY-O – Harry Belafonte
14. DAQUI PRA FRENTE – TNT
15. DELÍRIO – André Sperling

Sonoplastia: Jenny Tausz
Produção Musical: André Sperling
Seleção Musical da Trilha Internacional: Sérgio Motta
Direção Musical: Mariozinho Rocha

Tema de Abertura: NOITE PRETA – Vange Leonel

Luzes da cidade
Meus olhos não aguentam mais
Luzes artificiais
Cadê a noite preta?

Eu saio da cidade
Procuro só a escuridão
A purificação
Na calada da noite preta

Calada noite preta
Noite preta…

Eu fecho os meus olhos
A caverna e o coração
Perdidos entre o sim e o não
Na calada da noite preta

Deus, Deus, Deus
Aonde eu vim parar?
À noite preta
Vou me entregar

Calada noite preta
Noite preta…

Veja também

  • topmodel_logo

Top Model

  • olhonoolho_logo

Olho no Olho

  • caraecoroa_logo

Cara e Coroa

  • beijodovampiro_logo

O Beijo do Vampiro